A FACHADA DE UM PAÍS À BEIRA DO CAOS

30 07 2008

Eis um texto que me enviaram e que, pela sua pertinência, aqui deixo para reflexão.

Este é o pensamento político que temos:

·        Estádios de futebol, hoje às moscas,

·        TGV,

·        novo aeroporto,

·        nova ponte,

·        auto-estradas onde bastavam estradas com bom piso,

·        etc. etc.

 

 A quem na verdade serve tudo isto? 

 

LEIAM AS LINHAS SEGUINTES E PENSEM A QUEM VAI SERVIR O TGV … 

1.      AOS FABRICANTES DE MATERIAL FERROVIÁRIO, 

2.      ÀS CONSTRUTORAS DE OBRAS PÚBLICAS E …CLARO,

3.      AOS BANCOS QUE VÃO FINANCIAR A OBRA …

OS PORTUGUESES FICARÃO – UMA VEZ MAIS – ENDIVIDADOS DURANTE DÉCADAS

 

POR CAUSA DE MAIS UMA OBRA MEGALÓMANA!

 

Experimente ir de Copenhaga a Estocolmo de comboio.

 

Comprado o bilhete, dá consigo num comboio que só se diferencia dos nossos ‘Alfa’ por não ser tão luxuoso e ter menos serviços de apoio aos passageiros.

 

A viagem, através de florestas geladas e planícies brancas a perder de vista, demorou cerca de cinco horas.

 

Não fora conhecer a realidade económica e social desses países, daria comigo a pensar que os nórdicos, emblemáticos pelos superavites orçamentais, seriam mesmo uns tontos.

 

Se não os conhecesse bem, perguntaria onde gastam eles os abundantes recursos resultantes da substantiva criação de riqueza.

 

A resposta está na excelência das suas escolas,

·        na qualidade do seu Ensino Superior,

·        nos seus museus e escolas de arte,

·        nas creches e jardins-de-infância em cada esquina,

·        nas políticas pró-activas de apoio à terceira idade.

 

Percebe-se bem porque não 

·        construíram estádios de futebol desnecessários,

·        constroem aeroportos em cima de pântanos,

·        nem optam por ter comboios supersónicos que só agradam a meia dúzia de multinacionais.

 

O TGV é um transporte adequado a países de dimensão continental, extensos, onde o comboio rápido é, numa perspectiva de tempo de viagem/custo por passageiro,competitivo com o transporte aéreo.

 

É por isso que, para além da já referida pressão de certos grupos que fornecem essas tecnologias, só existe TGV em França ou Espanha (com pequenas extensões a países vizinhos).

 

É por razões de sensatez que não o encontramos 

·        na Noruega,

·        na Suécia,

·        na Holanda

·        e em muitos outros países ricos.

 

Tirar 20 ou 30 minutos ao ‘Alfa’ Lisboa-Porto à custa de um investimento de cerca de 7,5 mil milhões de euros não trará qualquer benefício à economia do País.

 

Para além de que, dado ser um projecto praticamente não financiado pela União Europeia, ser um presente envenenado para várias gerações de portugueses que, com mais ou menos engenharia financeira, o vão ter de pagar.

 

Com 7,5 mil milhões de euros podem construir-se: 

 

– 1000 (mil) Escolas Básicas e Secundárias de primeiríssimo mundo que substituam as mais de cinco mil obsoletas e subdimensionadas existentes (a 2,5 milhões de euros cada uma);

 

– mais 1.000 (mil) creches (a 1 milhão de euros cada uma);

 

 – mais 1.000 (mil) centros de dia para os nossos idosos (a 1milhão de euros cada um).

 

E ainda sobrariam cerca de 3,5 mil milhões de euros para aplicar em muitas outras carências como, por exemplo, na urgente reabilitação de toda a degradada rede viária secundária.

 

Cabe ao Governo reflectir.

 

Cabe à Oposição contrapor.

 

Cabe-nos a nós, cidadãos, participar e mostrar a nossa indignação!

Anúncios

Acções

Information

18 responses

30 07 2008
Luis

SUBSCREVO SEM QUAISQUER RESERVAS!!

30 07 2008
cristina

É preciso fazer “mexer” os Portugueses.
É preciso falar muito sobre estes problemas que nos vão afectar e aos nossos filhos.
É injusto , o governo não pode ceder AOS FABRICANTES DE MATERIAL FERROVIÁRIO, ÀS CONSTRUTORAS DE OBRAS PÚBLICAS E …CLARO,AOS BANCOS QUE VÃO FINANCIAR A OBRA
Precisamos mais educação, cultura, paz, solidariedade, amizade, saúde.
Estas grandes obras só nos vão trazer cimento, poluição, dívidas e consequentemente dores de cabeça e mais depressão.
Estamos numa crise nacional e é preciso que toda a gente pare um bocado para reflectir sobre todo este descontentamento que paira sobre o povo Português e não tenha medo de falar
Parabéns Paulo, continua

30 07 2008
Brutus Brutatis

Há uma grande vantagem em termos o TGV. Sair-mos deste país, enquanto governado desta maneira, mais depressa.

30 07 2008
Ana Camarra

Pois a diferença está na fruta, neste país sempre tivemos governantes sem visão e com a mania das grandesas.
A especialidade é a miséria dourada!
Especialidade que se perpetua.
A mentalidade Salazarista do pobrezinho mas honesto, deu lugar a apatia da população e á preocupação com o que não interessa.
Podiam começar a copiar o bom mas não é sempre a meter o Rossio na Betesga…

Subscrevo

Irei voltar com toda a certeza, apareça lá no estaminé…

30 07 2008
David Santos

TOALMENTE DE ACORDO!!!

30 07 2008
mariaflor

além de sbscrever ainda digo mais.Democracia não é só poder falar ou escrever o que se quer,é muito mais que ainda não foi feito.falavam do antigo regime de ser só um partido,então e agora,so que o nome mudou de —fascismo para socialismo—até acaba em ismo.Será que quem está na assembleia é só para se portarem como na praça da figueira,que alguns nem conheceram.Só com uma GRANDE diferença lá não havia corrupção,as vendedeiras traziam seus fios de ouro sem medo de serem roubadas como agora no TAL SOCIALISMO.Por muito que nós o tal povo diga,ELES fazem tudo o que querem,cuidam muito bem da sua algibeira,e outra coisa, não andam em transportes publicos,assim também eu ,com o dinheiro dos outros faria muita coisa.Olhem para tantas familias sem casas decentes,à mas isso não dá dinheiro ,é como a cultura, o povo fala mas quando chegar as eleições vai tudo a correr votar nestes fulanos.Pobre Portugal,que de grande chegou à miséria total e nem só de dinheiro,de tudo,nas mãos destes cretinos.

30 07 2008
mariaflor

Sempre foi muito estranho para mim, como é que quando se é oposição vê-se todos os erros que os outros cometem,e depois quando se lá chega,fica-se com uma cegueira total,todos nós pobres pessoas que temos que ir para o emprego (quando o há )de metro a abarrotar,de autocarro a abarrotar,a pé,enfim,é uma aventura todos os dias,( nem é preciso ir para o Dakar),e estes fulanos querem gastar o nosso dinheiro tão mal gasto,estão fartos de ouvir ou ler sobre estas (obras)fenomenais,para eles que vão meter ao bolso muito daquele dinheiro,e continuam na mesma.Ainda falavam da Maioria do antigamente,como é que o povo português foi nisto,censurando o regime antigo de só um partido,só mudou de -fascismo para socialismo-e até acaba em ismo.Pobres dos nossos filhos e netos que não tiveram culpa de terem nascido e que vão pagar tão caro a sua vinda ao mundo.Democracia não é só poder falar ou escrever ,quer
dizer muitas mais coisas que ainda não se viram.Democracia
não é o exemplo que a assembleia nos dá,parece que estão na praça da figueira,que a maior parte deles nem conheceu,
mas corrupção não havia de certeza,e onde as vendedeiras traziam os seus fios de ouro ao pescoço sem terem medo de serem roubadas,como agora no tal (socialismo) acontece.

30 07 2008
Vítor Rocha

A minha mãe, senhora aposentada, mulher de esquerda e antiga activista sindical, presumivelmente informada, tentava outro dia explicar-me a importância do TGV para o desenvolvimento do País! Eu, que me considero um homem moderadamente esclarecido, usando estes mesmos argumentos, vi-me frente a um muro intransponível de ostensiva obtusidade. Acredito que, como esta senhora que eu adoro, muitos outros cidadãos votantes terão opinião similar, vá-se lá entender porquê.

30 07 2008
mariaflor

Peço desculpa aos leitores com meus comentários,mas o que se passou foi que perdi este último comentário,então escrevi outro,afinal quando ia fechar computador ele apareceu,então enviei-o ,assim dá ideia que me repito,mas não,sou velhota mas a cabeça graça a Deus funciona,às vezes não sei já, se é o melhor,Deus é que sabe.

30 07 2008
Paulo Guinote

Mas dizem que vão existir 400 milhões para a Educação.
Afinal já não há défice…

30 07 2008
INÊS TELES

Estou completamente de acordo! Só a megalomania do Engenheiro que acabou o curso num domingo e os interesses das grandes companhias acham que o TGV nos faz falta. Já não há paciência para tanta aldrabice e incompetência….

31 07 2008
pjrcarvalho70

Apenas um breve apontamento para um «lolololololololol» ao comentário do Brutus Brutatis! De facto essa é uma excelente utilidade para o TGV.

Paulo Carvalho

31 07 2008
Wellington d'Almeida

Estou longe de profundamente conhecer a politica interna de Portugal, mas tenho a entender que a querida colonizadora do Brasil, tambem estas a chegar em um colapso político.
Entender um pouco sobre democracia é mais de definir todos os ismos e suas maguinificas histórias. Socialismo é sinônimo de pobreza, podes tu dizer-me um país Socialista mas tambem rico? As diversas bandeiras políticas, socialismo, comunismo, facismo não nada mais é que oportunidades para corrupção.
Tenho saudades de quando Portugal éra Monarca, tenho Saudades de quando o Brasil éra colônia. Mas sabemos que Dom Pedro II e todos os políticos portugueses são todos iguais.

Wellington Almeida

31 07 2008
jose formosinho

DEPOIS DE OBSERVAR OS COMENTARIOS ANTERIORES,(com os quais estou de acordo)ACHO QUE SO TENHO A ACRESCENTAR O SEGUINTE: -SERA QUE OS PORTUGUESES SAO MASOQUISTAS?!… NAO ENTENDO COMO UM POVO QUE SOFRE NA PELE AS MAZELAS DE UM PAIS FICA IMPAVIDO E SERENO!…
ACORDEM PORTUGUESES!!! UNAM-SE INFORMEM-SE E VAO A LUTA DOS VOSSOS DIREITOS!!!….POR FAVOR SEJAM SOLIDARIOS NAS CAUSAS IMPORTANTES PARA A VIDA DE TODOS E NAO O NA FUTILIDADE!!!

10 08 2008
João Pinto

Não faz sentido o TGV para ganhar uns míseros 30 minutos de Lisboa ao Porto. Assim como não fará sentido o aeroporto. Por alguns estudos que circulam na net, o aeroporto de Lisboa, Porto e Faro estão muito longe da lotação de aeroportos como o de Londres ou outros. Uma única diferença existe: em Londres não está previsto qualquer aeroporto novo.

Lamentável esta atitude dos nossos governantes. Estão sempre à procura de agradar a alguém com estes grandes investimentos. Mais uma vez os portugueses irão sofrer na pele todos estes investimentos estrondosos.

Curioso é olhar para as contas públicas e verificar o aumento que os encargos de dívida pública (juros) tem tido nos últimos anos com as grandiosas obras feitas em portugal como a Expo ou os estádios de futebol. Não haja dúvidas que serão as gerações futuras a pagar estas enormidades.

Mesmo que não tenha custos actuais, todas as obras têm custos com juros e reembolsos de empréstimos que irão ser pagas por todos nós.

Por isso, estou totalmente de acordo com este “Não” ao TGV do Paulo.

18 10 2008
pmfsv

Eu gostava de saber se os referidos 30 minutos que o TGV reduziria à viagem são calculados sobre o tempo médio de viagem que hoje se verifica ou sobre a duração da viagem se esta fosse feita, tanto quanto possível, sempre à velocidade máxima do Alfa Pendular.
Gostaria também de saber quanto custaria ao País a total reformulação das rede ferroviária do Alfa-Pendular por oposição à implementação do TGV..

Ou seja, todas aquelas contas mais que “simples” e óbvias que qualquer pessoa de bom senso faz antes de vender a mãe e hipotecar o Pai para fazer asneiras.

28 12 2008
Carlos Pinto

Esses 30 minutos fazem parte das estatísticas publicadas pelos senhores defensores do TGV, normalmente chamado de Governo.

Neste momento, se viajar num Alfa de Porto a Lisboa (ou vice versa), e sem qualquer melhoramento nas vias ferroviárias, demorará 2 horas e 30 minutos de viagem, no máximo. Com o TGV, e segundo os dados fornececidos pelo Governo, demorará cerca de 2 horas uma viagem de Porto a Lisboa. De onde é que vêm estes 30 minutos? – Penso que estará esclarecedo (a)…

Basta fazer um pouco de pesquisa, na net por exemplo, e verificar que a CP e a Refer estão com as suas contas negativas, ou seja, apesar da maior parte dos seus serviços estarem com uma taxa de ocupação bastante elevada, continuam a dar prejuízos sistemáticos. Estes prejuízos são cobertos, na íntegra, por todos nós. A construção da linha de alta velocidade irá implementar ainda mais prejuízos e investimentos que nunca mais trarão retorno…

A somar a esta fantochada toda acresce o montante altísssimo de juros com a dívida pública que iremos pagar no futuro. Não esqueçamos que as grandes obras feitas em Portugal (EXPO, EURO; etc..) terão um montante de juros muito elevados nos próximos anos. A maior parte dos custos com investimentos públicos tem encargos financeiros a longo prazo…..

18 08 2011
hd media player

Congratulations on having 1 of essentially the most advanced weblogs Ive encounter in some time! Its just amazing how much you could take away from somewhat some thing merely as a result of how visually lovely it’s. Youve put together an awesome weblog area ?§Cgreat graphics, movies, layout. This is surely a must-see weblog!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: