CURTO, DURO E TRISTEMENTE VERDADEIRO

29 10 2008

Vais ter relações sexuais?
O governo dá preservativo

Já tiveste?
O governo dá a pílula do dia seguinte.

Engravidaste?
O governo dá o aborto.

Tiveste filho?
O governo dá o Abono de Família.

Estás desempregado?
O governo dá o Subsídio de Desemprego.

És drogado?
O governo dá seringas.

És ladrão?
O governo dá cama, mesa e roupa lavada durante os dois dias de prisão.

Não gostas de trabalhar?
O governo dá rendimento mínimo garantido!

AGORA…
Experimenta estudar, trabalhar, produzir e andar na linha pra ver o que acontece!!!

VAIS GANHAR UMA BOLSA DE IMPOSTOS E SERÁS PERSEGUIDO E CASTIGADO POR SERES UM CIDADÃO DECENTE E DIGNO!

PARABÉNS ESTÚPIDO!!!

Postado por Paulo Carvalho

Anúncios

Acções

Information

15 responses

29 10 2008
ATM

Texto bem conseguido!
Parabéns!

29 10 2008
Sérgio

Acabei de ter uma Epifania ! (Ich habe gerade ein Erlebnis gehabt)

Vou já mudar de vida !

29 10 2008
Celia

Já viste, o governo dá tanta coisa…. não é assim tão mau 😛

Fora de brincadeiras muitas das medidas existentes são extremamente precisas, como o planeamento familiar (preservativo e pílula grátis no centro de saúde), o subsidio de desemprego, a troca de seringas para impedir o flagelo da sida, etc.

O que tem de haver, nos casos fraudulentos de rendimento mínimo, por exemplo, é que haja mais fiscalização, mas não vamos criticar a intenção com que foram criadas…. nem vamos agora deixar os bandidos à solta para não lhe dar cama e roupa lavada 😛

29 10 2008
pjrcarvalho70

Caríssima Célia:
Óbvio que não estou contra essas medidas; o que me enoja é que me parece que o crime compensa, isto é, quem é cidadão digno, cumpridor, trabalhador e honesto é que é penalizado!
É essa diferença que é focada no texto e não propriamente a correcção ou justiça dessas medidas!

Fica bem!

29 10 2008
ATM

O pessoal do rendimento mínimo já limpou as matas todas,
particularmente as do Estado!
Já fez limpeza ao Convento de Mafra
e fez churrasco com as ratazanas que lá pululam!
Já limparam as valetas,
fizeram canteiros de túlipas
nas aldeias,
vilas
e cidades!
E tornaram um grande jardim este rectângulo à beira mar plantado.
Recordam-se:
” Como eu quero ao meu País
Ao meu lindo Portugal
Nem há terra melhor no Mundo
Não há outro a ele igual!…
Jardim…. la la la………….”
( Porra é do tempo de Salazar)
Agora é:
É uma merda este país
É uma balda em geral
Uma bosta este governo
Que governe Portugal|
( O pessoal do rendimento não tem férias prolongadas,
não vai poluir os cafés
e os tascos,
não frequenta as discotecas,
não anda no gamanso,
nem nas ganzas,
não masca chicletes,
nem suja o chão,
nem pixam as paredes dos monumentos!
( Venha um jovem salazar!
Estás perdoado!)

29 10 2008
mariaflor

Tenho pena que com esta edade tenha que concordar com este texto tão bem escito.

29 10 2008
tagus

nao é o governo que dá, mas sim o cidadao que estuda, trabalha e produz e que é surrupiado assim que recebe o salário com impostos, taxas e multas.
A classe média é a que paga sempre a factura dos desvarios dos governos. Infelizmente a nossa classe média já foi tão assaltada pelo estado que se está a tornar classe pobre e daí cada vez mais gente a promover estas medidas, pois sabe que um dia irá precisar delas.
Num prazo de 2 anos e meio a contar de hoje, teremos senhas de racionamento, cortes de electricidade diários, criminalidade organizada a extorquir os pequenos comerciantes e o fim do contrato social.
Quando a humanidade entra em exageros, o bom senso cai-lhes em cima como uma bofetada. Que o digam os argentinos e os islandeses.

3 11 2008
Ana Paula

Há meia hora atrás levei um susto!
Estava escrito na Sabado (Revista) da semana passada que tu deste uma nega aos gatos fedorentos!!
Pior foi quando assimilei que, o tal que deu a nega eras tu!!!
Pelas infindaveis horas de anedotas que te ouvi sei o quando deliras com bom humor. Imagino que nao o fizeste de animo leve.
Tava a servir uns cafés na Associação e vim a correr para casa! Se ele, (tu, o c-i-a!) tem blogue eu vou encontrar!
agora vou ler-te de cabo a rabo!
Jito
Ana Paula
(? sim a colega da escola!)
(Claro que o chamava avô ao teu!)

3 11 2008
fox

Oh senhor Paulo achei o seu raciocínio tão, tão…
Já leu a Célia mas… talvez se a reler com mais calma…

4 11 2008
pjrcarvalho70

Olá Ana Paula!
Identifica-te lá melhor… Não consigo lembrar-me de quem possas ser!

Quanto aos gatos, a minha nega ao próprio Ricardo Araújo Pereira, pessoa por quem tenho uma enorme admiração como humorista e como homem de cultura vastíssima, foi devido ao facto de não querer gozar com uma coisa que era séria e muito menos (que era o que eles queriam) gozar com as cenas dos colegas!
Gozaram eles com o magalhães e… muito bem!

PC

4 11 2008
Ana Paula

Não me identificas???
Só podes estar no gozo!!!!
colega da escola……………primária!
Também chamava avô ao Henrique!
Fartei-me de chorar a rir das tuas anedotas no liceu.
E tenho uma filha com um nome algo antigo!!! (que fez 2 anos ontem)
Olha que fui uma das primeiras pessoas a ouvir.te tocar bateria!!! ( vivia la ao lado!)
Jitos

5 11 2008
pjrcarvalho70

Oh prima, tanto rodeio no discurso que só pelo «henrique» associado a « vivia ao lado quando comecei na bateria» é que lá cheguei. Acredita que é tanta gente a passar por aqui e felizmente tenho tantos amigos e tantas Paulas na minha vida que fiquei confuso.

Um beijinho para ti.

6 11 2008
paranoiasnfm

Simplesmente GENIAL! Mas é a triste realidade.

OS que trabalham, são tratados como animais. Aqueles que não querem nada, são tratados como “Lordes-bufa”.
Enfim…

É o país que temos.

Muito bem conseguido o texto 😉

30 11 2008
Ana Leal

Caro Paulo,
Pela primeira vez visitei o seu blog através de um mail que me foi enviado a propósito da greve dos professores (penso que posso dizer “a nossa greve”). Por curiosidade dei uma “espreitadela” nos comentários e preocupou-me o apelo final do ATM. Compreendo a tristeza e frustração que o/nos invade ao vermos a desonestidade, a corrupção e impunidade que grassa no nosso país (o caso Casa Pia, a Banca, a privatização da saúde e da educação… [não posso dar mais exemplos pois tenho que corrigir testes de 4 turmas, daqueles que dão mesmo trabalho!)], no entanto não seria nenhum Salazar que resolveria os problemas agora, tal como não os resolveu no outro tempo em que os pobres eram realmente pobres, tal como hoje, e os ricos eram realmente ricos, tal como hoje. Não podemos baixar os braços e pensarmos “É uma merda este país”.
Claro que não é o país que é uma merda, pois o País somos nós todos, e alguns até nem são merda nenhuma, nós somos aqueles de quem o País precisa. “Uma bosta este governo”, claro! Na verdade, do que precisamos é de políticos e governantes sérios, honestos e que realmente sirvam o país e não a eles e ao amigos (vamos todos pedi-los ao Pai Natal, quem sabe se não seremos atendidos, afinal nós portámo-nos bem eles é que não!).
Quanto ao “paranoiasnfm”, o desalento daquela frase “É o país que temos” impele-me a dizer “Só se nós quisermos!”, “basta um para fazer a diferença”. Optimista, eu? Sem dúvida, pois enquanto conhecer os meus amigos, alguns dos meus alunos, alguns dos meus colegas, os meus filhos e os filhos dos meus amigos, alguns que, embora zangados, sabem o que está mal e só querem o melhor para todos, tal como as duas pessoas por mim citadas (não duvido que assim é!), estou convicta que a mudança para melhor é possível, que se não nos juntarmos “a eles” os “poderemos Vencer”. Aliás, “Mais vale ser um cão raivoso que um carneiro.”
Saudações “inconformistas” e parabéns pelo seu espaço. Ana Mª Leal (Paços de Ferreira)

1 12 2008
pjrcarvalho70

Caríssima Ana Leal:
Muito obrigado pela visita.
Excelente o seu testemunho e tem toda a razão quando diz que o país somos nós. Claro que sim! Mas enquanto esse «nós» teimar em ser tutelado por meia dúzia de incompetentes e corruptos não passaremos da cepa torta e levaremos com eles todos os dias!
Este país está cheio de carneiros; mas se os cães raivosos começarem a proliferar, isto mudará por certo; tenho alguma esperança que isso aconteça.
Esta nossa luta contra o ME é disso exemplo e nota-se que eles começam a ver que entre nós há muito cão raivoso que não está para levar com todas as culpas do fracasso educativo português.
Quanto a mim, só tenho pena de não ter tempo para ser mais «raivoso».
Um abraço para si!
Paulo Carvalho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: